R@ízes retomou o Atelier de Costura

Sabendo da importância de estar físico e socialmente ativos, respeitando sempre todas as normas de segurança recomendadas pela DGS, foi retomado, no dia 12 de outubro o Atelier de Costura na freguesia de Bico.
É um momento de aprendizagem, partilha de saberes e sobretudo de convívio, ainda que com a devida distância.
Brevemente conhecerão os resultados destes e de outros trabalhos que estão a ser produzidos por estas mãos tão sapientes.
Fique atento!
(R@ízes. com – Envelhecer Ativamente em Amares: Projeto Cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian e promovido pela Valoriza)

O projeto R@ízes está de volta ao terreno!

Durante a primeira semana de setembro a equipa foi visitar @s participantes do projeto, recolher os desafios do mês de agosto e desafiá-l@s em novas aventuras!
Esta semana foram retomadas, nos espaços habituais, as sessões de treino em comunicação digital com tablet’s e smartphones!
Se também gostava de aprender ou melhorar os seus conhecimentos no uso destas novas tecnologias, junte-se ao grupo… Procure-nos na sua junta/união de freguesia!
(R@ízes. com – Envelhecer Ativamente em Amares: Projeto Cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian e promovido pela Valoriza)

Amares: Confinamento ao ar livre!

Se para muitos, o período de quarentena foi uma fase de poucos afazeres e muito ócio, para os participantes do R@ízes foram tempos de “pôr mãos à obra” e cuidar dos seus quintais e animais, muitas vezes a sua única companhia!

As fotos que nos enviaram são retratos fieis das suas origens: a agricultura, o trabalho doméstico e território que tanto orgulha!
Mas estas fotografias tiradas e enviadas pelos seniores para publicação, são sobretudo fruto de muito amor e dedicação investidos na sua terra e nas suas R@ízes!

(R@ízes .com – Envelhecer Ativamente em Amares: Projeto Cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian e promovido pela Valoriza)

Pela sua saúde, use máscara!

Estamos a iniciar uma nova fase desta pandemia: o regresso a uma normalidade de que todos sentimos falta!

E porque a solidão, tal como o COVID-19, pode matar, a equipa do Raízes tem vindo, ao longo deste período de quarentena, a prestar apoio por telefone ou pequenas visitas para providenciar o que faz falta aos cerca de 200 séniores que acompanha.

Tendo consciência que, mais do que nunca, faz falta o contacto humano responsável, estamos a percorrer o concelho para ver, escutar e fornecer uma máscara reutilizável, incentivando sobretudo ao resguardo e segurança.

Se ainda não recebeu a nossa visita, fica a promessa que até ao fim desta semana o faremos!

Até já!

(Projeto cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian).

União das Freguesias de Caldelas, Sequeiros e Paranhos, União das Freguesias Torre e Portela, Freguesia de Bico, Junta Freguesia de Barreiros, Junta de Freguesia de Carrazedo, União das Freguesias de Vilela, Seramil e Paredes Secas, Freguesia Bouro Santa Marta, Junta de Freguesia de Goães – Amares.

R@ízes substitui atividade nas freguesias por ações de prevenção

O projeto R@ízes irá, durante esta semana, substituir as habituais atividades de mobilidade sénior, por momentos de informação sobre o novo COVID-19.

A equipa percorrerá 17 freguesias do concelho para prestar esclarecimentos e cuidados de prevenção para esta população de risco.

A partir da próxima semana, e por tempo indeterminado, não haverá atividades descentralizadas nas freguesias.

Para que esta informação chegue ao maior número de pessoas possível, partilhe esta informação.

(Projeto R@izes .com – Dinamizado pela Valoriza e cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian).

“Velhos são os Trapos” brevemente entra em cena!

O grupo de teatro “Velhos são os Trapos” está prestes a entrar em cena com a peça: “A que horas passará autocarro” (da autoria de Luís Fernandes) adaptada ao concelho de Amares e às suas gentes!
Se gosta de teatro e quer testemunhar momentos de alegria e boa disposição, não perca este espectáculo memorável!

Esteja atent@, em breve teremos novidades!

(Projeto R@izes .com – Dinamizado pela Valoriza e cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian).

Freguesia Amares e Figueiredo; Junta de Freguesia de Goães – Amares; Freguesia Bouro Santa Marta; Freguesia de Ferreiros Prozelo e Besteiros; Lydie Tinoco Cabeleireiros.

Tarde de Cinema: Os 7 Pecados Rurais

A Valoriza quis presentear os seniores do projeto R@ízes. com uma animada tarde de cinema! E porque o prometido é devido… foi entre risos e altas gargalhadas que este grupo de seniores passou uma tarde que não irá esquecer tão rapidamente.

Prometemos que na próxima sessão de cinema iremos ao encontro das vossas expectativas e recordaremos uma figura da nossa terra: António Variações!

Fiquem atentos às novidades!

(Projeto R@izes .com – Dinamizado pela Valoriza e cofinanciado pela Fundação Calouste Gulbenkian).

R@ízes – Tarde de Cinema

Na próxima sexta, dia 31 de janeiro, o projeto R@ízes. com, no âmbito da sua intervenção junto da população sénior de Amares irá promover uma sessão de cinema e boa disposição…

Se tem mais de 65 anos e quer passar uma tarde animada, não perca a exibição do filme “Os 7 Pecados Rurais”, no Auditório Conde Ferreira, em Amares.

Prometemos uma boa dose de risada em excelente companhia. Apareça!

Esperamos por si!

prémio

Valoriza Ganha Bolsa de 55 Mil Euros da Fundação Calouste Gulbenkian

comunicado

Novo projeto R@ízes .com irá valorizar o Luz de Presença nos próximos três anos.

A Valoriza recebeu notícia de aprovação de uma candidatura efetuada em setembro passado às bolsas da Fundação Calouste Gulbenkian. Pedro Costa, Presidente da Direção, refere que “é muito honroso verificar que a Valoriza correspondeu totalmente aos elevados níveis de exigência de uma instituição como a Fundação Calouste Gulbenkian”.

Através deste apoio, a Valoriza receberá uma bolsa de apoio financeiro no valor de 55.566€ para os próximos três anos, que será entregue numa cerimónia na sede da Fundação, em Lisboa, no próximo dia 20 de janeiro.

O projeto vencedor centra-se numa versão atualizada do atual Luz de Presença que tem vindo a trabalhar dinâmicas de envelhecimento ativo nas freguesias do concelho de Amares, em colaboração com as Juntas de Freguesia aderentes e do Município. O líder da Direção lembra que “já em 2013 este projeto tinha sido premiado pela Fundação EDP, pela sua valia, contudo desde aí, os apoios, nomeadamente do Município, reduziram” pelo que esta bolsa vai permitir custear algumas despesas “que a instituição tem suportado por si, no atual modelo”.

BIBLIOTECA ITINERANTE SERÁ UMA DAS NOVIDADES

A equipa técnica desta IPSS desenvolveu uma candidatura através de um projeto diferenciador com impacto nas populações. Desta forma, a Valoriza preparou o R@ízes .com, uma evolução do atual Luz de Presença.

O projeto mantém a base de atuação, freguesia a freguesia, mas introduz novidades, nomeadamente de inclusão digital e criação de novos hábitos de leitura, reinvenção de tradições e criação de produtos que imortalizem a ação das pessoas idosas, ao mesmo tempo que se mantém atividade de animação descentralizadas, com vista a um envelhecimento ativo.

Nas principais evoluções do projeto está uma grande aproximação às práticas de leitura, aos valores culturais e às tradições locais, valendo-se de novos recursos, desde uma biblioteca itinerante com serviço de internet móvel – numa viatura que será adaptada para o efeito -, até aos desenvolvimento de ações de valorização das tradições e outros produtos locais.

Assim, às já habituais dinâmicas de estimulação psicomotora e mobilidade juntará danças minhotas e cantares tradicionais da região. Às dinâmicas de prevenção da doença juntar-se-á formação básica em primeiros socorros e autossocorro, assim como nos diversos jogos de estimulação mental, haverá vários relacionados com tradições de Amares. Entre as muitas atividades já em curso, como prevenção de burlas, apoios ficais, expressão artística, juntar-se-á agora também formação em tecnologias digitais e treino de comunicação digital.

O Presidente da Direção afirma que “a equipa está de parabéns pela qualidade técnica deste projeto”, acrescentando que com mais esta conquista a Valoriza e a sua equipa de trabalho “sobem mais uns níveis na excelência do seu trabalho social, que já é por todos reconhecida”.