Valoriza aprovou orçamento para 2019 com Lar Residencial no horizonte

A Assembleia Geral da Valoriza- Associação de Desenvolvimento Local reuniu esta quarta-feira na sua sede, em Amares, para, entre outros pontos, aprovar o Orçamento e Programa de Ação para 2019.

Presidida por Emanuel Magalhães, da sessão destacou-se o facto da instituição aprovar um orçamento de cerca de 314 mil euros, inferior ao do ano anterior, pelo facto do projeto Valor Humano 3G, CLDS para o concelho de Amares, encerrar o ciclo em Março de 2019, não havendo ainda certezas quanto à 4ª geração dos CLDS.

No resto, referiu aos associados Pedro Costa, Presidente da IPSS, “esta Direção vai continuar a desenvolver este projeto social com ambição de servir melhor e mais pessoas, mas com a racionalidade e rigor financeiro que a instituição tem protagonizado”. Após a leitura do parecer positivo do Conselho Fiscal, o líder da Direção garantiu que a Valoriza vai continuar “o trabalho de excelência que é reconhecido ao CAO Ser Igual”, bem como “a resposta importantíssima que o projeto Luz de Presença está a levar à população mais idosa do concelho, freguesia a freguesia”, embora anunciando que “este projeto deverá ser alvo de uma reformulação, nomeadamente financeira, devido à quebra de apoios que tínhamos até aqui”.

Aos presentes o Presidente da Direção referiu que 2019 se antevê muito exigente, pois “creio que será um ano determinante para lançamos o projeto do Lar Residencial Ser Igual, direcionado à deficiência mental adulta, pois estamos a trabalhar numa revisão do projeto que nos poderá permitir avançar para a sua edificação”, declarou. Esta resposta tem já vários potenciais utentes pré-inscritos, é de extrema necessidade e “vai elevar o grau de exigência para todos nós, até porque irá permitir praticamente duplicar a estrutura de recursos humanos, com o potencial, mas também a responsabilidade que isso implica”.

A reunião serviu ainda para aprovar uma alteração estatutária relativa ao objeto que inclui agora a resposta de lar, bem como à morada da sede social – que passa a ser definitivamente a Rua das Escolas, em Amares, depois da sede ter estado nos primeiros anos na freguesia de Barreiros.

Todos os documentos foram aprovados por unanimidade.

Passo a Passo: Refletir a Deficiência

Um dia de verdadeira promoção da inclusão!
Foi um seminário de experiências marcantes, partilha de saberes, informação útil, com a participação de todos!
Nada ficou igual… Ninguém ficou indiferente..

 

 

Seminário “Refletir a Deficiência” dia 09 de Novembro

A Valoriza – Associação de Desenvolvimento Local, promoverá no próximo dia 09 De Novembro um Seminário que visa “Refletir a Deficiência”, a realizar no Auditório Conde Ferreira, em Amares.

Esta atividade, que contará com a participação de vários especialistas na área da Educação Inclusiva e Respostas de Apoio à Deficiência, tem como objetivo esclarecer os técnicos, encarregados de educação, familiares e agentes locais sobre as várias medidas e alterações recentes ao nível desta problemática.

Pode proceder à sua inscrição através do facebook da Valoriza, em:

https://goo.gl/forms/Smurst2Xh1PTUoxY2,

Diretamente no C.A.O. Ser Igual (antiga EB1 de Amares), ou pelo 253995621.

Dia aberto do CAO da Valoriza

“TODOS diferentes, TODOS Pintores”

(Projeto financiado pelo Instituto Nacional para a Reabilitação)

Nos próximos dias 10 e 11 de Setembro iremos abrir as portas do CAO da VALORIZA a todos aqueles que querem conhecer de perto a deficiência, perceber as capacidades dos jovens que estão no CAO, conhecer os seus sonhos, ouvir o que pensam sobre a sua vida, e aprendermos mutuamente!

Convidamos toda a comunidade a aparecer e a passar o dia connosco!

Mas temos uma condição: quem nos visitar terá que deixar a sua “marca” nas nossas paredes e muros e ajudar-nos a colorir esta resposta da VALORIZA! Temos voluntários?

Tal como dizia Pablo Neruda, “queremos fazer (…) com a vida, o que a Primavera faz com as cerejas”!

Ajude-nos a dar cor à vida daqueles que acompanhamos!

CAO da Valoriza encerrou atividades com Arraial!

Quase 200 pessoas, entre utentes, familiares e amigos, dirigentes e colaboradores da Valoriza juntaram-se esta noite de sexta-feira, dia 10 de Agosto para uma festa de encerramento de actividades do Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) Ser Igual.

O ambiente de arraial, com espectáculos, actuações diversas, convívio e jantar com porco no espeto e caldo verde permitiu uma “aproximação entre todos nós, que vai fortalecendo os laços que nos unem por esta causa” referiu Pedro Costa, Presidente da IPSS que implementou o CAO em Amares há três anos.

O dirigente referiu também que esta resposta que serve a problemática da deficiência mental adulta na região “já há algum tempo que segue em velocidade de cruzeiro, com a ocupação de vagas estabilizada e com um trabalho de grande qualidade, que torna este CAO uma referência no serviço prestado”.

O responsável da IPSS dirigiu ainda palavras aos funcionários e voluntários da instituição, referindo que “o colaborador padrão da Valoriza não é só um bom profissional, pois junta a isso características como dedicação, paixão e uma enorme sensibilidade”, pelo que manifestou “estamos muito gratos pela vossa entrega”.

Em representação do Município, Cidália Abreu, Vereadora da Ação Social também manifestou a sua admiração “pelo trabalho, dedicação e sensibilidade dos colaboradores desta resposta tão especial”, acrescentando também que “a instituição está de parabéns e considero que este tipo de trabalho, seja quem for que esteja à frente dos destinos do Município deve e há-de ser sempre apoiado e acarinhado”.

Na hora de projectar o futuro, o Presidente da Valoriza não deixou de falar em “novos sonhos”, revelando que “alcançado o equilíbrio financeiro” a instituição tem estado em conversações com diversos parceiros, nomeadamente com o Município de Amares, para projectar a implementação do Lar Residencial Ser Igual, “uma resposta urgente, pertinente e para a qual não vamos poupar esforços para a sua instalação em Amares”.

Ambiente de Praia – Rescaldo da Colónia de Férias

De 16 a 20 de Julho fomos a banhos em Vila do Conde com 21 dos utentes da VALORIZA.

Esta colónia foi apoiada pelo INR, cofinanciada pela VALORIZA através de capital próprio e angariação de fundos das colaboradoras da instituição (caminhada, sai sempre, contribuição dos adeptos do Vilaverdense e F.C. Amares).

Entre praia, passeios, noites de Karaoke, jogos de sala, recolha de lixo, desfile com vestuário reciclado e desportos radicais, estes dias foram espetaculares e vão ficar para sempre na memória de tod@s!

Até para o ano!!

 

 

Mais de 160 Amarenses no Passeio Luz de Presença

O Luz de Presença, projeto dinamizado pela Valoriza e pelo seu projeto Valor Humano – CLDS 3G – Amares, com apoio das autarquias de Amares, e que promove atividades de envelhecimento ativo, realizou o seu passeio anual, desta vez ao Distrito de Viana do Castelo, juntando cerca de 160 idosos.

O intenso convívio foi um dos pontos mais marcantes, numa jornada que começou com uma visita a Vila Nova de Cerveira, onde todos participaram num animado almoço, terminando nos jardins da muralha de Valença do Minho, com o regresso a fazer-se após um lanche partilhado por todos.

Pedro Costa, Presidente da Valoriza realçou que “o projeto está enraizado nas dinâmicas do concelho, prova disso o facto de estar na maioria das freguesias de Amares, apoiado, tanto pela Câmara Municipal, como pelas Juntas de Freguesia aderentes”.

Como vem sendo hábito, o projeto faz férias no mês de Agosto, no entanto voltará em Setembro, com as atividades regulares, embora, como já é hábito, com uma ou outra novidade.

 

Instituto Nacional para a Reabilitação aprova duas candidaturas da Valoriza

Ambiente de Praia – Estadia de 5 dias numa Colónia de Férias, repleta de atividades adaptadas aos jovens do CAO. (Cofinanciamento no valor de 1.421.40€).

Passo a Passo – Várias atividades de promoção da inclusão social dos jovens do CAO desenvolvidas através de sessões de informação e luta contra o preconceito! (Cofinanciamento no valor de 3.938.40€).

 

Caminhada Solidária Ser Igual

Amares aderiu em força à caminhada solidária do CAO Ser Igual!

O dia acordou solarengo e quente e a causa era nobre. No final, a grata sensação, uma vez mais: Foi um sucesso!

A caminhada deste ano, que juntou mais de 250 inscritos, tinha um novo objetivo e, ainda no aquecimento, Pedro Costa, Presidente da Valoriza revelava que “as receitas apuradas nesta caminhada serão para juntar a outras que já conseguimos para proporcionar uma semana de férias aos utentes do CAO”.

Na verdade, todos os anos a Valoriza organiza uma colónia de férias, “mas que tem custos para as famílias e nem sempre elas podem suportar estes custos”, informou. Por isso, este ano, graças a esta angariação de receitas, todos poderão participar nesta colónia de férias sem que isso represente um custo acrescido para as famílias.

“É muito gratificante sentir que as pessoas são solidárias, pois tivemos muitas pessoas que, não podendo participar, por compromissos com festas, ou comunhões, vieram inscrever-se para contribuir” revelou o líder da Direção desta IPSS.

Objetivo alcançado, pois a verba será suficiente, por isso…

OBRIGADO, AMARES!

Nota importante: Um agradecimento público à equipa de profissionais da instituição, que foram mais uma vez inexcedíveis! Um exemplo de entrega!

IV Caminhada Solidária Ser Igual

A Valoriza vai realizar no próximo domingo de manhã (9h00) a sua habitual caminhada solidária anual, em favor do CAO Ser Igual, integrada na programação da Feira Franca de Amares.

«Depois de no ano passado termos angariado dinheiro para repavimentar o acesso de viaturas ao CAO, este ano queremos reunir fundos para uma colónia de férias que realizaremos em Vila do Conde», revela a organização.

Anualmente, esta resposta que se dedica à deficiência mental adulta organiza uma semana de férias na praia para que aquelas famílias possam ter uma semana diferente e os utentes possam contactar com os prazeres proporcionados pela praia e pelo mar.

«Em alguns casos, demos-lhes oportunidade de ver o mar pela primeira vez. No entanto, nem todas as famílias conseguem suportar os custos que estas férias representam, pelo que este ano decidimos angariar receitas para que ninguém fique de fora por não ter condições de desfrutar destas férias», diz a Valoriza.

As inscrições têm um valor de inscrição de 4,00€ e a caminhada irá percorrer o Trilho D. Gualdim Pais, com dois percursos alternativos – longo com 10km e curto com 3km –  com direito a seguro e reabastecimento alimentar.

As inscrições estão a decorrer e podem ser formalizadas por email para valoriza@valoriza.pt – com nome, data de nascimento e contacto -, ou realizadas directamente no link https://bit.ly/2IDyeI9